Eventos

24 de março de 2010

Comunidades tradicionais expõem na I Feira do Iguape

Comunidades tradicionais expõem na I Feira do Iguape

Artesanato, cestaria, cerâmica, produtos agrícolas e de pesca, além de uma cesta gastronômica típica e muita animação. É o que promete a I Feira do Iguape, que acontece de sexta (26) a domingo (28), no Jardim dos Namorados, na Pituba. Promovida pelo Governo do Estado, a atividade terá pescadores e marisqueiras, artesões, agricultores e quilombolas de nove comunidades tradicionais da Baía do Iguape, localizadas em Maragojipe, Cachoeira e São Félix, no território do Recôncavo. A exposição vai das 16h às 22h, mas amanhã (25), às 19h, terá uma solenidade de abertura para convidados(as).
O objetivo da feira é contribuir para a valorização dos saberes tradicionais, aumentando a participação dos profissionais daquela região em feiras e eventos. Visa ainda, divulgar as potencialidades econômicas e culturais do Baixo Paraguaçu e estimular o potencial empreendedorístico das comunidades abrangidas. Quem prestigiar o evento, poderá assistir a apresentações culturais de grupos artísticos da região, como rodas de capoeira, samba de roda, bumba meu boi, costumes e expressões religiosas. Poderá também apreciar um pouco da rica cultura da região, que abriga densa proporção de comunidades tradicionais.
A ação faz parte do Programa Iguape Sustentável, que é coordenado pelo Instituto de Gestão das Águas e Clima (Ingá) em parceria com as secretarias de Promoção da Igualdade (Sepromi), de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), da Saúde (Sesab) e de Desenvolvimento Urbano (Sedur). A proposta visa a execução de políticas públicas integradas, com foco na melhoria da qualidade de vida socioambiental dos pescadores, marisqueiras, quilombolas, extrativistas, artesãos e demais moradores de pequenos povoados da área de abrangência da Baía do Iguape.
Distante 130 quilômetros de Salvador, a Baía do Iguape é caracterizada pelas belezas naturais exuberantes e pela grande diversidade cultural, marcada pela profunda influência do povo negro e indígena que viveu e vive no local. A culinária, a dança e a arquitetura são grandes atrativos turísticos da localidade.
Além dos executores do programa, respondem pela realização da feira as secretarias do Trabalho, Emprego, Renda e  Esporte (Setre) e da Cultura (Secult). A atividade conta ainda, com o a participação da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae),  Companhia de Eletricidade do  Estado da Bahia (Coelba) e Instituto de Artesanato Visconde de Mauá.

24-03-2010
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Promoção da Igualdade
ascom@sepromi.ba.gov.br
(71) 3115-5142 / 3115-5132 / 9983-9721






0 Comentários


Seja o primeiro a comentar


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


 
Governo da Bahia. Terra de Todos Nós.
SEPROMI - Secretaria de Promoção da Igualdade Racial
Avenida Paulo VI, nº 760, Edf. Belmonte Empresarial, 2º e 3º andares - Pituba
CEP:41810-001 - Salvador, Bahia - Telefone: (71) 3103-1400

© Todos os Direitos Reservados